• Equipe Dr. Dog

Ter ou não um pet na sua vida?

Ter pet em casa, sim ou não!?

E quando os peludinhos são muito mais do que animais domésticos?


Existem alguns estudos que provam que ter pets em casa, melhora muito a saúde, o bem estar e a sensação de carinho e afeto entre os donos. Sabia disso? Pois é, quem tem crianças em casa, sabe o quanto o senso de responsabilidade é mais desenvolvido, já para os idosos, eles são uma ótima companhia, que afasta o tédio e ainda motivam a se exercitar um pouquinho mais, né?


Há até um caso em Washington, Estados Unidos, em que o Dr. Maier, um veterinário muito solidário, que aceitou o pedido de uma mãe de criança autista para atender ao seu gatinho de pelúcia Donnie, que parceria precisar de cuidados médicos há alguns dias. O médico fez uma avaliação completa e finalizou o atendimento com um curativo na pata e muito carinho. O post contando a história lhe rendeu vários admiradores de sua bondade e carinho.


E como não falar dos cães terapeutas que visitam diariamente hospitais e clínicas no país inteiro, levando um pouco de amor, alegria e momentos especiais para quem recebe as visitas?


Pesquisas indicam que quando estamos em contato com nossos anjos de quatro patas, até o hormônio do stress, o cortisol, cai, junto com a nossa pressão arterial, os levando a um estado calmo e tranquilo. Sem contar que com um cachorro em casa, por exemplo, nos acostumamos a leva-los a uma caminhada no parque, na rua, ou mesmo na praça perto de casa - e não tem jeito, a gente acaba se socializando com os outros donos de pets, conhecendo nossos vizinhos e de quebra, entrando em forma também com a ajuda deles, não é mesmo?


Já ouvi falar de pessoas com depressão que tiveram uma melhora significativa na sua auto estima, com a chegada de um pet, resgatando a paixão pela vida e pelas coisas simples, como uma cama “apertada” por ter pets demais dividindo o espaço.


Viu só, se você ainda estava na dúvida de ter ou não um pet, saiba que #adotar um bichinho é adotar um amigo por longos anos. É ter uma companhia para todos os momentos. Diria que é quase que um casamento: na alegria, na tristeza, na riqueza, na pobreza….


Sempre, sempre vale a pena!


Como o seu peludinho chegou na sua vida? Conta pra gente história de vocês! Estamos curiosos para saber!

0 visualização